Integração craniossacral; terapia integrativa e suave em busca da 'saúde perfeita'

15/07/2019

 

Se tem algo que as pessoas hoje em dia que é bastante comum é que todos vivem correndo e, muitas vezes, a saúde é deixada de lado. Mas, como buscar a "saúde perfeita" diante de tanta correria, afazeres e o estresse que nos adoece? A Biointegração/Sistema Integrado Craniossacral é uma terapia integrativa manual e suave que é uma grande aliada para várias queixas que temos no decorrer da vida.

 

A fisioterapeuta Mariana Mazzei comenta que vamos comprometendo a saúde e esquecendo dela no decorrer da vida, diante de tantos afazeres, estresse, muitas mágoas, enfim, são registros traumáticos que se acumulam em nosso corpo e nos adoecem.  "Os toques são baseados nos ensinamentos da técnica Craniossacral e Osteopatia, mas com o olhar ampliado e acolhedor da antroposofia, psicologia analítica, ciência do início da vida entre outros, trazendo em seu conceito a reorganização e integração do corpo como um todo", explica.

 

 "Os toques são suaves e não invasivos e são liberados padrões de inércia e restrição que podem dar origem a sintomas disfuncionais como dores, tensões, fobias, estresse, insônia, depressão, entre outros", explica. Ela comenta que não há contraindicação e qualquer pessoa pode experimentar e se beneficiar deste tratamento, inclusive gestantes e bebês. Durante as sessões, é a saúde do corpo como um todo que importa, ou seja, não há foco na doença ou na dor, mas uma aposta de que a saúde está ali e vai atuar em prioridades onde for preciso. Fizemos uma entrevista com a fisioterapeuta para explicar mais sobre essa terapia. Confira a seguir:



Casa Moara -  O que é a BioIntegração / Sistema Integrado Craniossacral?
Mariana Mazzei -
 É uma terapia integrativa manual e suave, um convite ao reencontro com a “saúde perfeita” que trazemos em nós. A saúde que vamos comprometendo e esquecendo no decorrer da vida, diante de tantos afazeres, estresse, muitas mágoas, enfim, registros traumáticos que se acumulam em nosso corpo e nos adoecem.

 Para quem ela é indicada? As gestantes podem fazer?
 Para todas as pessoas que buscam uma vida mais equilibrada física e emocionalmente. As gestantes e puérperas também podem pois a suave manipulação traz liberações emocionais, que possam estar gerando medo, angústia, ansiedade pelo novo, etc. Quando a mulher está gestando, inconscientemente está revivendo suas memórias intra uterinas e, quando a criança nasce, ela se torna um “espelho” de seu próprio inconsciente. Podemos projetar nossas próprias dores naquele novo ser. A técnica traz liberação somato-emocional, alívio, e suavidade para estas memórias. Para famílias que vão receber o segundo filho, a técnica é muito benéfica se trabalhada na crianças mais velha. Pois auxilia neste momento de transição, onde haverá mudanças significativas no ambiente e território familiar. Nos medos, anseios, possível ciúmes, divisão de espaço. Enfim, qualquer situação na qual a pessoa vai ter uma mudança ou passará por alguma situação nova/ desafiadora, a técnica auxilia na auto regulação fisiológica das emoções.  


Que tipo de problemas ela trata?
Tantos que é difícil relatar.  Desde nossa concepção, gestação, parto e os três primeiros anos, tudo o que vivenciamos fica registrado como memória celular. Estas memórias em determinadas situações da vida podem ser “ativadas” e causar sintomas físicos e emocionais. A terapia craniossacral atua diretamente nestas memórias, suavizando, curando e “reprogramando”. Assim uma infinidade de questões podem ser trabalhadas.
 

Quantas sessões é preciso?
Não existe número certo ou mínimo, mas recomendo 3 sessões iniciais para perceber as mudanças. 
 

 Qual a diferença para a osteopatia?
Osteopatia atua de forma mecânica de acordo com o olhar do terapeuta em relação à disfunção, um olhar holístico, mas ainda com atuação física. Na Integração Craniossacral respeitamos a biodinâmica do corpo. A liberação e correção acontece de “dentro para fora”. Apenas atuo colaborando com as forças terapêuticas internas da pessoa. Então o próprio corpo se auto regula e corrige.


Quais retornos os pacientes já te deram?
- Gestantes que estavam com bebê pélvicos
- Melhora de dores (coluna, cervical, joelhos)
- Paciente com depressão que voltou a dormir
- Paciente que há 18 anos não dormia uma noite inteira seguida
- Crianças autistas mudam seu olhar e comportamento
- Atendi pais que depois da terapia se tornaram mais próximos de seus filhos. O vínculo familiar é formado.
- Desconfortos pélvicos durante a gestação
- Bebês com atraso no desenvolvimento começam a ter ganhos
- Mulheres com diversos desafios emocionais 
- Crianças com terror noturno, entre outros

 



Quer saber mais ou agendar sua sessão? Entre em contato pelos telefones (11) 5092-6436 ou Whatsapp (11) 99358-7862. 

Please reload

Siga a Moara

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

Disciplina positiva; o que é e como colocar em prática?

November 12, 2019

1/10
Please reload

Em Destaque

Leia por Tema

Posts Recentes

Please reload

Fotografias por:  Kátia Ribeiro,  Bia Takata, Lela Beltrão, Marcelo Min, Cristiane Pereira e Carla Raiter / Acervo Casa Moara